Rondonista em Santa Rosa de Goias e Mamuel Emidio-PI,em 1977e 1978,gostaria de entrar em contato com participantes.


Postar minha mensagem

Ver outras mensagens

09/05/2013 - Projeto Rondon elege nova diretoria e será Instituto

Ver mais imagens

Notícias

23/03/2010 - Prefeitura de Aparecida e Projeto Rondon® promovem campanha contra tuberculose

Nesta quarta-feira, dia 24 de março, Dia Nacional de Combate à Tuberculose, o Projeto Rondon promove atividade para prevenção da doença, em parceria com a Liga Acadêmica do Pulmão da UFG e Prefeitura de Aparecida de Goiânia. Será no Cais Garavelo

Dia 24 de março é o Dia Nacional de Combate à Tuberculose. Uma campanha contra a disseminação da doença, envolvendo a Liga Acadêmica do Pulmão da Universidade Federal de Goiás (UFG), o Projeto Rondon® e a Secretaria de Saúde de Aparecida de Goiânia será lançada às 9 horas, na Praça da Matriz, com a presença do prefeito Maguito Vilela.

A campanha visa detectar casos da doença, elevar o percentual de cura e reduzir os índices do abandono do tratamento. Durante todo o dia, acadêmicos da Liga Acadêmica do Pulmão realizarão a triagem de pacientes com sintomas respiratórios e farão a coleta de escarro para o diagnóstico da doença. O trabalho, que incluirá também a orientação da população, será supervisionado por voluntários do Projeto Rondon e o professor Marcelo Rabahi, da UFG. O exame também poderá ser realizado nas unidades de saúde ou os pólos da Estratégia de Saúde da Família (PSF). “Caso o resultado seja positivo, o paciente será encaminhado para tratamento”, informa a coordenadora do Programa de Controle da Tuberculose em Aparecida, Magaly Maria de Carvalho.

A tuberculose é transmitida diretamente, de pessoa a pessoa. O doente expele ao falar, espirrar ou tossir, pequenas gotículas de saliva que contêm o agente infeccioso e poder ser aspiradas por outro indivíduo, contaminando. No ano passado, de acordo com informações da Secretaria Municipal de Saúde, foram detectados 71 casos da doença no município. O percentual de cura foi de 90%, ficando acima do preconizado pelo Ministério da Saúde, que é 85%. Neste ano, até o momento, foram registradas sete novas ocorrências. Com a campanha, a expectativa é melhorar ainda mais esses índices.

A Liga do Pulmão é coordenada pela Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás (UFG). A campanha conta também com o apoio do Hospital das Clínicas, Centro Acadêmico 21 de Abril, Sociedade Goiana de Pneumologia e Tisiologia e Instituto de Desenvolvimento Tecnológico e Humano (Idtech).

Baixe o Folder em anexo.


Fonte: Projeto Rondon® - Goiás






ARQUIVOS ASSOCIADOS:









Assine a nossa newsletter e receba as novidades sobre o Projeto Rondon:

Seu nome:


Seu e-mail: