Rondonista em Santa Rosa de Goias e Mamuel Emidio-PI,em 1977e 1978,gostaria de entrar em contato com participantes.


Postar minha mensagem

Ver outras mensagens

09/05/2013 - Projeto Rondon elege nova diretoria e será Instituto

Ver mais imagens

Notícias

17/07/2011 - Autoridades são unânimes: lixo nuclear não deve vir para Goiás

Essa foi a posição do desembargador Paulo Teles, do deputado estadual Daniel Vilela, do deputado federal Jorge Pinheiro e ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso durante a abertura da operação Abadia de Goiás, do Projeto Rondon®

O desembargador e ex-presidente do Tribunal de Justiça, Paulo Teles, que representou o Poder Judiciário na solenidade de abertura da Operação Abadia, do Projeto Rondon® Goiás, disse se sentir feliz por ver a militância política goiana em alerta sobre o assunto. Para o desembargador, é de extrema importância a participação do Judiciário em ações sociais. “Abadia deve resistir, assim como os 300 de Esparta. Se o Pará e o Nordeste não aceitaram os rejeitos do Césio 137, nós dizemos não.”

A Operação Abadia foi elogiada pelo seu alcance social e por contribuir para a promoção da cidadania. O deputado federal Jorge Pinheiro, que também é membro da Comissão de Meio Ambiente, anunciou uma audiência pública no próximo dia 19, para debater o assunto de forma mais intensa e aprofundada. “Temos no Brasil usinas de primeiro mundo. Se Angra abriga usinas e recebe royalties por isso, deve então abrigar os próprios resíduos.”

O deputado estadual, Daniel Vilela, representante do município de Abadia de Goiás na Assembleia Legislativa se mostrou realizado pelo trabalho do Projeto Rondon® em Abadia. “Temos no Estado muitos municípios carentes, que precisam, muitas vezes, buscar atendimentos na Capital por não conseguirem oferecer esses serviços à população. É gratificante ver projetos sérios como o Rondon®”. O deputado declarou que não acredita que o lixo seja trazido para o Estado e que a classe política está mobilizada contra a proposta.

O ex-prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso, prestigiou o evento e afirmou sua postura contrária à possível vinda de lixo radioativo para o município goiano. “O Césio 137 foi um problema nosso, do Estado de Goiás. Era normal que se depositasse aqui o lixo radioativo. Sou completamente contra Abadia se tornar um depósito com a vinda de resíduos de outros Estados. Cada Estado deve cuidar dos seus problemas”. O empresário disse ainda que se sente grato em participar de eventos como esse, com pessoas sérias e de grande credibilidade, como os integrantes do Projeto Rondon®, que é respeitado no País e no mundo.


Fonte: Projeto Rondon® - Goiás







Assine a nossa newsletter e receba as novidades sobre o Projeto Rondon:

Seu nome:


Seu e-mail: